Palavras, ditas vivas, sentimentos, vivos tambem, um pouco de mim, aqui, para ti que lês, que vês, assim.... Comentários são sujeitos a análise prévia, em face dos abusos cometidos por algumas pessoas.
Domingo, 31 de Julho de 2005
Doudo por ti
Enredei-me nas malhas da paixão, da loucura, da emoção, naveguei ao sabor da luz, da Lua, do Sol, desse viver mole que enlouquece, que nos aquece como nenhum outro, sinto-me um corcel, um potro, um doido, um louco, mas se loucura for viver assim então eu não quero são viver, deixai-me neste ensandecer.

“Doudo” serei sempre, se sempre a doidice existir, se sempre o amor assim me sorrir, continuarei correndo para ti, sem sol, sem dó, sem mi, mas com um musical sonoro e aberto que faz da distância um pulo, do longe um já tão perto.

Agora que releio o que antes escrevi, não sei se existo ou existi, não sei se há um amor assim, sei apenas que, se houver, terá que ser o meu para ti e o teu para mim.

Nem sei porque escrevo assim, com tal fervor, com tal devoção, não sei se será a escrita do Amor, se a cor da paixão, se a música de um jardim, sei que escrevo sem saber, que escrevo, apenas porque escrevo para mim, para ti, para nós, coisa bonita de se ver este nós abençoado pela Vida, essa coisa tão indefinida, que pintalgamos com nosso amor em pinceladas de flor, de um beija-flor que sorve e beija essa flor bela e garrida.

Ser capaz de tal viver, sem o ter, sem o sentir, é ser atroz, ser bandido, ser merecedor de castigo, gritarei aos quatro cantos, que não amar é morrer vazio, é não viver, não ser, não conhecer o torpor meigo, o frémito intenso, o calor de uma chama, o cheiro do incenso, não amar é não ser ninguém.

Gosto de saber que existo, que penso, que corro, que luto, gosto saber que um dia vou ter um filho, uma árvore, um jardim, para já tenho-me a mim, um dia será o meu fim, mas até lá, não vou desistir de amar, de querer de lutar, de ser quem sou, um tonto, um louco, um doutor ou, quem sabe, alguém que respeita e ama o Amor.


publicado por PAU_LINDO às 16:41
link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De Anónimo a 21 de Agosto de 2005 às 09:05
E hj acordei... liguei o pc apeteceu comentar este texto...Será isto Sonhar?! Será isto o Amor?! Uma dose de nostalgia + uma dose de sonho e deu-me para isto! 1 sorriso, 1 lágrima e 1 beijo. :)B_a
(http://escrivinhices)
(mailto:brida_a@sapo.pt)


De Anónimo a 10 de Agosto de 2005 às 23:05
"Daqui estou vendo o amor
irritado, desapontado,
mas também vejo outras coisas:
vejo beijos que se beijam
ouço mãos que se conversam
e que viajam sem mapa.
Vejo muitas outras coisas
que não ouso compreender..."

P.S. Como sempre, magnificamente desenhadas as palavras suas. T.Eu
</a>
(mailto:eu@hotmail.com)


De Anónimo a 10 de Agosto de 2005 às 22:52
que todos assim o fossem sempre... muito bonito parabénsdolphin
</a>
(mailto:whitedolphin@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Agosto de 2005 às 21:14
Muito bonito. Besitos.Lobaaaaaaaaaaaaaaa
</a>
(mailto:celiasousa@msn.com)


Comentar post