Palavras, ditas vivas, sentimentos, vivos tambem, um pouco de mim, aqui, para ti que lês, que vês, assim.... Comentários são sujeitos a análise prévia, em face dos abusos cometidos por algumas pessoas.
Sexta-feira, 3 de Março de 2006
Jeitinho bom
Brinquei de querubim, me fantasiei de macaco, subi árvore, pulei nesse jardim, mas meus amigos não chegavam, pô, que saco.

Fui na praia curtir onda, tomei um sol, bebi uma estupidamente gelada, olhei o céu, me gamei nas gúrias, vi até mulher pelada.

Hoje vou na academia, fazer meu treino, ver minha gúria, ando de olho numa tia, mas tou meio sem jeito, minha gúria é super gostosa e a tia não tem peito.

À noite vou curtir um som, vou no baile do Giló, dar uma dançada, dancando forró, coisa boa, esse forró, não tem como não gostar, a gente pega, agarra, encosta e dança os dois como um só.

É, depois, quem sabe, pinta uma gata, no meio desse forró gostoso, quem sabe hoje durmo acompanhado e pego um jeito de ser carinhoso.

É bom ser assim, de bem, estar com a vida como ninguém, brincar, curtir, até dançar, adoro sorrir e sorrio a voar. Voo por cima da tristeza e da dor, eu quero mesmo é curtir esse calor, calor de amar, de sentir, de viver, ora, eu quero mesmo é voar.



publicado por PAU_LINDO às 14:18
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De Anónimo a 9 de Março de 2006 às 12:09
Como é gostoso viver sem chorar, viver sem esperar que tudo seja grande e, eterno..Poder curtir vivendo de bem com o mundo, dançar e rodopiar ao som de uma musiquinha..Mas, como fazer para que a musiquinha satisfaça o nosso desejo de uma música bem tocada, de um autor inspirado? Como curtir a vida se mesmo as feridas são parte do nosso percurso e, não desaparecem só por as querermos ignorar?miranda
</a>
(mailto:lilasseagull@hotmail.com)


Comentar post