Palavras, ditas vivas, sentimentos, vivos tambem, um pouco de mim, aqui, para ti que lês, que vês, assim.... Comentários são sujeitos a análise prévia, em face dos abusos cometidos por algumas pessoas.
Sábado, 24 de Abril de 2004
Novinho... em folha....
Olha para isto ! lindo serviço ! estas rugas não estavam aqui, estes cabelos não eram assim, o olhar tinha outra chama, não tinha males de cama, eheheheh, mas que jeito de envelhecer é este? estarei a passar por um teste ou isto é mesmo assim?

Troquei de espelho e nada, tou igualzinho ao que antes vi, eu bem que achava que era do espelho, estou melhor que nunca, meus olhos vêem bem, estou profano, sou um pecado para o olhar, eheheheh, afinal está tudo aqui, não envelheci, era defeito do olhar.

Não fora tão indigna de mim tal postura e manteria a pose, qual galhardo que se orgulha de ser quem já foi mas não é mais. Pois bem, não estou igual, estou melhor, mais cheio de vida, mas cheio de amar, mais cheio de rir, até de chorar, sou mais EU que se faz de tudo o que já se viveu.

Pronto, admito, estou cada vez mais bonito, mas enfim que quereis, sou assim, que vou fazer, a vida tem sido amiga, não me deu muito barriga e o Homem é de boa forma, meus Pais refinaram-se no fabrico e cá estou, melhor que nunca, eheheheheh e sempre bem disposto, com um sorriso no rosto, ainda que não seja no meu.

Um sorriso para vocês, um dos meus.


publicado por PAU_LINDO às 14:40
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

SORRIR
praias.jpg

Dei comigo a pensar no quanto ando arredio da vida, do sorriso, daquele sorriso grande e cheio que costumava iluminar-me o rosto. Procurei nas gavetas, nas do passado e achei-o, revi-o com prazer, mas sem saber como perdi-o nos corredores do tempo, nos meandros desta vida estranha.

Pensar que o usei como objecto de sedução, como factor de persuasão, que, tantas e tantas vezes, me serviu de desempate perante os empates que a vida nos apresenta e, hoje, tive que buscar na memória para o rever, para tornar a ouvir a sonora gargalhada que sempre me caracterizou.

Terei saído derrotado da vida, terei sido perdedor nas lutas em que me envolvi, terei deixado roubar esse bem tão precioso? Bem, não sei, mas sei que vou recuperar esse sorriso, que vou voltar a sorrir, ainda que, para sorrir, seja preciso chorar.

Daqui honro, com estas pobres letras, todos aqueles que comigo sorriram, todos os que me fizeram sorrir, aqueles que me amaram e a quem amei, aqueles que lutaram honestamente, honro-os também, honro a vida, a cada passo, mesmo os errados, com os quais aprendi.

Fica daqui o grito, em forma de gargalhada, ainda que pintada de lágrimas, cores diáfanas do negrume da alma, fica a sonora risada que eu não me fico assim sem lutar, não sou de desistir e, quando a Morte um dia me levar, vai levar-me a sorrir.


publicado por PAU_LINDO às 13:47
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

Amanhã é Natal ?

Natal, pois...

Resistir

Sagradas

Tristeza

5 anos

Ordens inversas

Olhar

I Love You Very Much...à ...

Eu amo e sei

arquivos

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Julho 2004

Junho 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

blogs SAPO
subscrever feeds