Palavras, ditas vivas, sentimentos, vivos tambem, um pouco de mim, aqui, para ti que lês, que vês, assim.... Comentários são sujeitos a análise prévia, em face dos abusos cometidos por algumas pessoas.
Sexta-feira, 11 de Março de 2005
Daqui vejo
Daqui vejo o mar,
Até vejo o luar,
Daqui vejo a Vida
Esta vida indefinida,
Que não dá para viver,
Dá apenas para ir vivendo,
No meio de um crescendo,
De um credo sem valor,
Daqui não vejo só o mar,
Vejo também o Amor.

Se daqui eu vir o Céu,
Se do Céu alguém me vir,
Saberá que um dia eu irei,
Irei sim, mas a sorrir.
É essa a ironia suprema,
É esse o grito do Amar,
Não deixar que a morte me leve,
Sem a sorrir me levar.

Daqui vejo o luar,
Daqui até vejo o mar,
Se um dia deixar de os ver,
Daí, ver-me-ão chorar.


publicado por PAU_LINDO às 15:47
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De Anónimo a 19 de Março de 2005 às 16:36
Olá Pau_Lindo (tens que me dar outro nome para me dirigir a ti ehehe,

há muito que não te visitava. E estive agora a ler os teus posts mais recentes.
Gostei de todos eles, este blog merecia visitas...

Encanta-me a tua forma de escrever...

um beijo e espero que esteja tudo bem contigo :)))

pluma
</a>
(mailto:plumacaprichosa@hotmail.com)


Comentar post