Palavras, ditas vivas, sentimentos, vivos tambem, um pouco de mim, aqui, para ti que lês, que vês, assim.... Comentários são sujeitos a análise prévia, em face dos abusos cometidos por algumas pessoas.
Segunda-feira, 26 de Setembro de 2005
Ser
Cada vez que olho para o que já escrevi,
Cada vez que lembro o que já vivi,
Cada vez que sorrio com o que já sorri,
O que já chorei, o muito que já senti,
Cada uma dessas vezes em que olho para trás,
E vejo o que já passou, o que não volta mais,
Aí, sinto que há ainda muito para viver,
Muito para sorrir, para estar, para ser,
Sinto que, ainda um dia, vou olhar para trás,
E dizer, eu sei como é, eu vivi, eu amei,
Eu sorri, sim, eu fiz de tudo para viver.

Nesse dia, quando fizer um balanço,
Quando recordar e reviver todos os momentos,
Os bons, os maus e os outros, tantos e tantos,
Nesse dia, estarei acabado, talvez até finado,
Mas estarei vivo também, terei feito uma mãe,
Terei deixado um filho, uma árvore, um amor,
Serei poeta, doutor, apenas e só um senhor,
Serei um tudo e um nada, vindo do quase nada,
A caminho do quase tudo, serei um viajante,
Mais um dos que partem para outras paragens,
Deixarei saudade, levarei muitas também,
Mas, embora partindo aqui continuarei,
Nestas palavras, neste dizer, aqui, neste meu Ser.


publicado por PAU_LINDO às 16:31
link do post | comentar | favorito
|

4 comentários:
De Anónimo a 12 de Janeiro de 2006 às 15:07
Mil palavras para explicar uma só...
Palavras que nos tocam...
que alegram e entristecem,
que magoam e fortalecem.
Quero sonhar, viver, amar.
Quero deitar, beber, sugar.
Quero entregar, correr, apaixonar.
Quero sentir, fugir e ser...
Ser feliz!Tita
(http://Tita)
(mailto:palma.matilde@hotmail.com)


De Anónimo a 26 de Outubro de 2005 às 13:48
Gostei de conhecer o blog, especialmente porque é um espaço em que já se respira uma história e onde te expões de forma muito corajosa. Deixo-te aqui uma citação de Yets "foi neste chão que semeei os meus sonhos, pisa-o com cuidado porque pisas os meus sonhos", foi com este cuidado que li os teus pensamentos, e com ele voltarei ao teu blog (sempre com pantufas fofas) :))alma
</a>
(mailto:alma_de_leoa@hotmail.com)


De Anónimo a 30 de Setembro de 2005 às 12:10
Agora fiquei sem plavras...ai...escuso de te dizer que gostei demais de te ler. Poema sentido, vivido e revivido, sorrido, sonhado, enfim um poema pintado na tua tela de vida. Beijos grandes grandes ::)))igara
(http://www.bloguiando.blogs.sapo.pt)
(mailto:igara@sapo.pt)


De Anónimo a 27 de Setembro de 2005 às 00:58
Quase que te oiço ...
T
</a>
(mailto:elesabe@hotmail.com)


Comentar post