Palavras, ditas vivas, sentimentos, vivos tambem, um pouco de mim, aqui, para ti que lês, que vês, assim.... Comentários são sujeitos a análise prévia, em face dos abusos cometidos por algumas pessoas.
Sexta-feira, 19 de Novembro de 2004
Moínhos de vento

                riosado_barcos.jpg


Juntei aos meus os problemas dos meus amigos, tentei, em vão, ajudar quem não se quer ajudar a si mesmo, tentei, desesperei, exasperei e, resultado esperado, não consegui ajudar quem não quer ser ajudado, apenas consegui aumentar o meu stress, a minha indisponibilidade para aqueles que apenas me querem bem.


Ser amigo também é tomarmos como nossas as dores dos nossos amigos mas, suprema ironia, detemo-nos com casos patológicos, esquecemos e menosprezamos todos os outros, aqueles que, por sua vez, se preocupam conosco por nos ver em tal demanda, sem Roncinante e sem escudeiro, combatendo, sózinhos, moínhos de outros ventos que não os nossos.


Enfim, os amigos são para as ocasiões, as boas e as más, e, consequentemente, aqui deixo o meu voto que as demandas não te abatam, que os moínhos e suas ventanias não te tragam mais dores que aquelas tuas, já tão grandes, tão cruas. Sempre presente, mesmo quando ausente vos pareça.



publicado por PAU_LINDO às 15:56
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De Anónimo a 29 de Novembro de 2004 às 14:27
Esta noite, sonhando, aliviei algumas dores. Sonhei que era rica, muito rica....que destino daria ao dinheiro...os sorrisos surgiram...os meus e os daqueles que foram eleitos. E tu? Tu sonhaste comigo! Demos as mãos, voamos no sonho...De facto, os amigos são sempre para as ocasiões....e esta foi boa! Um sorriso para ti e para os reflexos do sonho.isabel
</a>
(mailto:isa_asi_3@hotmail.com)


De Anónimo a 23 de Novembro de 2004 às 22:18
és mesmo tu, traduzido apenas em palavras.hematite
</a>
(mailto:pfatimaguerra@hotmail.com)


Comentar post